Recentemente, a advogada Suely Gayer esteve palestrando na Faculdade Cesuca, em Cachoeirinha, sobre “Os Aspectos Psicológicos da Alienação Parental”. A palestrante contou com a presença e contribuição dos alunos do curso de Direito e da Psicologia, reforçando o caráter interdisciplinar do assunto.

O tema, atual e instigante, envolve questões de postura de genitores, principalmente em processos de separação e divórcio, em que, normalmente aquele que assume a posição de guardião do menor, pratica condutas alienadoras, no intuito de afastar o filho/a do outro genitor. Tal conduta é severamente repudiada pelo nosso ordenamento jurídico, que encontra fortes respaldos de proteção deste filho atingido, podendo, inclusive, caso comprovado, determinar a inversão da guarda ao genitor não alienador.

Casos da prática da alienação parental são bem mais corriqueiros que se possa imaginar e trazem sérios transtornos ao menor que é submetido a isso. O divórcio é sempre uma questão delicada e pontual, por isso o acompanhamento por profissionais do direito e psicologia tornam-se de fundamental importância.